Alimentos que engordam: confira lista para melhorar sua alimentação

6 minutos para ler

Consumir uma alimentação equilibrada é fundamental para ter mais saúde e bem-estar. Além disso, é uma das chaves do sucesso para manter o peso corporal saudável e, assim, evitar problemas que o sobrepeso pode trazer. Pensando nisso, você realmente sabe quais são os alimentos que mais engordam?

Enquanto os vegetais e outros ingredientes in natura são ricos em nutrientes importantes para o organismo, existem algumas comidas que não são tão nutritivas. Por isso, é interessante estar por dentro do assunto para evitá-las. Neste post, trazemos algumas informações sobre o tema. Continue a leitura para conferir!

Quais são os alimentos que engordam?

Antes de mais nada, é preciso ter em mente que nenhum ingrediente isolado tem o poder de engordar ou emagrecer. O que vale mesmo é o conjunto e a qualidade de toda alimentação. O que vamos apresentar aqui são os alimentos que favorecem o ganho de peso e que, por isso, devem ser evitados ou consumidos com moderação no dia a dia.

Doces

Embora seja a comida preferida de muitas pessoas, é preciso tomar cuidado com o consumo de doces. Esses alimentos concentram grande quantidade de calorias. Dessa maneira, pode fazer com que a sua ingestão calórica ultrapasse facilmente as necessidades de calorias diárias.

Além disso, os doces são responsáveis por causar um clico de fome que contribui para o aumento do peso. Funciona assim: você come uma sobremesa, logo o açúcar no sangue aumenta, o seu corpo produz muita insulina para dar conta, então o açúcar no sangue é reduzido bruscamente o que leva à fome.

Fast foods

Os fast foods são alimentos que engordam não somente pela sua alta quantidade de gorduras do tipo ruim, mas também por conta da inflamação que os aditivos químicos causam no organismo. O consumo exagerado desse tipo de comida eleva o colesterol e as chances de desenvolver problemas cardiovasculares.

Sempre que possível, prefira hambúrgueres artesanais ou, até mesmo, feitos em casa com ingredientes frescos e temperos naturais. Assim, você sabe exatamente o que leva no seu sanduíche e não prejudica a saúde.

Bebidas alcoólicas

Considerando um consumo social de álcool, o problema está no valor calórico dessas bebidas e na quantidade ingerida. Uma lata de cerveja, por exemplo, tem mais ou menos 130 calorias, o que não é muito. Porém, dificilmente alguém para na primeira latinha.

Além disso, na maioria das vezes, a pessoa consome a bebida com petiscos que geralmente são calóricos, como batata frita, queijos gordos, carnes gordurosas, salame, etc. Outro alerta fica para alguns drinques, que além do álcool, contêm açúcar, xaropes açucarados, leite condensado e outros ingredientes calóricos.

Bebidas açucaradas

As bebidas açucaradas, como leite achocolatado, refrigerantes e sucos de caixinha, fazem com que a gente ingira uma quantidade alta de açúcar e de calorias sem nem perceber. Afinal, um copo de refrigerante de guaraná, por exemplo, tem 75 calorias.

Vamos supor que você tome dois copos no almoço e dois no jantar. Somente aí já temos uma soma de 300 calorias, que poderiam ser consumidas de outra forma, como frutas. Você sabia que esse valor calórico é maior que um copo de iogurte natural com 1 banana e 1 maçã? Agora pense: qual é mais vantajoso?

Além do mais, essas bebidas açucaradas também contêm conservantes, aromatizantes, corantes e outras substâncias químicas inflamatórias.

Embutidos

Os embutidos, como presunto, bacon, salame e linguiça, são alimentos que costumam fazer parte do dia a dia. Entretanto, deveriam estar presentes somente em ocasiões especiais. Isso porque eles contêm uma grande quantidade de gorduras e sódio, que fazem mal à saúde do coração.

Fora isso, as versões industrializadas apresentam aditivos químicos prejudiciais à saúde. Portanto, quando for consumir esses alimentos, prefira os feitos de modo artesanal, que levam apenas ingredientes naturais.

Frituras

Não é de hoje que sabemos que as frituras em óleo ou gordura podem ser vilãs a saúde do coração. Mas, você sabia que a temperatura da fritura é o que vai determinar o seu poder de causar danos? Quando o óleo, azeite ou a gordura atingem o seu ponto de fumaça — quando realmente sai fumaça ao ser superaquecido —, eles produzem uma substância nociva que está associada aos problemas cardiovasculares e, até mesmo, ao câncer.

Isso quer dizer que sabendo fritar pode-se comer frituras à vontade? Não é bem isso! Nós precisamos de uma quantidade determinada de lipídeos diariamente e os alimentos fritos carregam muito nesse nutriente, que é altamente calórico. Dessa forma, a moderação ainda é a melhor solução.

Powered by Rock Convert

Como melhorar a alimentação?

Se você não tem restrições alimentares por conta de alguma doença, é totalmente possível adequar o cardápio sem deixar de consumir as comidas que mais gosta, mesmo se elas foram do grupo de alimentos que favorecem o ganho de peso.

Isso se chama equilíbrio e é fundamental para fazer as pazes na relação com a comida. Se pararmos para pensar, um copo de suco de laranja tem mais calorias do que a mesma quantidade de refrigerante. Isso significa que ele engorda?

Não! Ele é um alimento nutritivo, que contém fibras, vitaminas e minerais, que são substâncias que fazem bem. Já o refrigerante, embora tenha menor valor calórico, é cheio de açúcares e aditivos químicos, sem nenhum benefício ao organismo.

Dessa maneira, não podemos nos ater apenas às calorias dos alimentos, mas em tudo o que ele pode oferecer para a nossa saúde e como o nosso corpo reage a ele. Se você não tem restrição ao açúcar, beber um copo de refrigerante naquele almoço especial de domingo com a família não fará mal.

Entretanto, se tomar todos os dias, prejudicará o seu organismo, mesmo que esteja dentro do número de calorias diárias do cardápio. Isso porque as substâncias químicas do refrigerante geram um processo inflamatório no organismo.

Sendo assim, a melhor maneira de ter uma alimentação equilibrada é manter uma constância de refeições saudáveis durante a semana e se permitir consumir os alimentos que engordam somente nos fins de semana e ocasiões especiais, sem fazer disso um hábito.

Os alimentos que engordam são aqueles que concentram uma grande quantidade de calorias, são pobres em nutrientes e ricos em aditivos químicos, ou seja, os processados e ultraprocessados. Isso não significa que você nunca poderá comê-los, mas que deve manter o equilíbrio alimentar e consumi-los esporadicamente.

Por falar em equilíbrio, quer saber mais sobre o assunto? Então, aproveite que está por aqui e aprenda a cuidar do corpo e da mente!

Posts relacionados

Deixe um comentário