3 dicas para montar um cardápio para reeducação alimentar

6 minutos para ler

Muitas pessoas querem perder peso e ter mais saúde. Para isso, é recomendável uma reestruturação na forma de se relacionar com a comida. Ou seja, aprender a comer da forma correta e nos horários indicados. Esse processo pode passar pela exclusão de alguns alimentos e a inclusão de outros no cardápio para reeducação alimentar

A reeducação alimentar é um método que visa o emagrecimento natural, ou seja, sem a adoção de dietas restritivas que acabam impossibilitando a pessoa de comer algo com prazer. Também a reeducação alimentar altera o estilo de vida e traz benefícios à saúde a longo prazo. 

Quer saber mais sobre o assunto? Acompanhe este texto e conheça um cardápio para reeducação alimentar durante um dia. Descubra também a importância de consumir alimentos in natura, como reeducar o paladar e beber mais água. Confira! 

Dicas de cardápio para reeducação alimentar

O cardápio que vamos sugerir a seguir é uma recomendação de alimentos que estão presentes em diversos grupos nutritivos. Ou seja, é preciso consumir carboidratos, proteínas, vitaminas, gorduras boas e outros nutrientes de forma frequente na alimentação.

É importante que tenha variedade nesse cardápio, fazendo com que você coma bem e de maneira saudável desde manhã até à noite. O preparo desse cardápio é fácil e acessível. Ninguém vai ficar de fora para aprender a comer bem de verdade. Siga as nossas dicas a seguir.

1.Café da manhã

  • 1 banana, maçã ou uma fruta da estação ;
  • 1 porção de 200ml de iogurte light;
  • 4 fatias de pão integral.

2.Almoço

  • 2 colheres rasas de arroz integral cozido;
  • 1 concha média de feijão ou lentilha cozidos;
  • 1 filé de peixe grelhado.

3.Jantar

  • Salada verde com molho de iogurte, limão e hortelã;
  • Macarrão com legumes.

É importante perceber que o café da manhã e o almoço são as refeições mais reforçadas do dia. Isso porque comer muito à noite pode não ser saudável para o sono, função fundamental para manter nosso humor e memória em dia.

A importância de consumir alimentos in natura

Geralmente quando bate a fome, nós temos o hábito de procurar produtos de fácil consumo na despensa ou na prateleira do supermercado. Estamos falando das barrinhas de cereais, biscoitos e outros alimentos que têm baixo teor nutritivo. 

Para a reeducação alimentar é fundamental incluir alimentos in natura. Aqueles que estão nas feiras, hortifrutes e na seção de comida fresca no supermercado. Esses alimentos estão recheados de nutrientes, repletos de fibras, minerais e vitaminas fundamentais para ativar o seu metabolismo e trazer saúde. 

A importância da reeducação do paladar

Para que você obtenha sucesso na reeducação alimentar, é fundamental que você promova um processo de transformação no seu paladar. Isso porque as pessoas que geralmente estão infelizes com o seu peso geralmente se alimentam mal, ingerem produtos industrializados e com alto teor de açúcar e gordura. 

Inclusive essa nem é, digamos assim, uma culpa da pessoa. Pois esses alimentos são preparados justamente para gerar vício e fazer com que o corpo nunca se sinta satisfeito. Para mudar esse hábito é necessário educar o seu paladar. Nesse sentido é importante começar a reduzir o consumo de açúcar e alimentos processados.

No lugar deles, comece a consumir mais saladas, sopas e legumes cozidos, por exemplo. Uma dica interessante é você experimentar esses alimentos saudáveis com temperos diversos como folhas de louro e outros temperos orientais. Eles dão sabor bem interessante à comida, o que faz com que você comece a esquecer do gosto de aromatizantes e intensificadores de sabor presentes em produtos industrializados. 

Também é fundamental você se aventurar em fazer novas receitas. Essa atitude faz com que você conheça de perto o preparo dos alimentos e perceba quais são as texturas e temperos que mais agradam seu paladar. Assim você ficará mais independente da comida industrializada e começará a consumir algo realmente nutritivo e saboroso. 

A importância de beber de dois a três litros de água por dia

A água é uma substância que compõe até 60% do nosso corpo, sendo essencial para a realização de tarefas fundamentais do nosso organismo. Além de ajudar na regulação da temperatura do corpo e auxiliar na eliminação de toxinas, por exemplo, a água contribui para a absorção de nutrientes e atua de maneira intensa no sistema imunológico. 

Para a reeducação alimentar, a água tem função também muito importante. Isso porque ela traz a sensação de saciedade, fazendo com que você coma menos durante o dia. Em decorrência disso, ela evita a compulsão alimentar, em que a pessoa tem vontade de comer, mas sem saber exatamente qual alimento. Mediante a hidratação, o corpo se mantém equilibrado e você evita comer compulsoriamente. 

Ainda a água melhora a digestão ao passo que ela realiza o transporte adequado de nutrientes e faz com que o processo de digestão seja mais eficiente. Dessa maneira, você consegue ter mais nutrientes no seu organismo e eliminar gorduras e toxinas.

Sabendo desses benefícios, você deve estar se perguntando: mas quanto de água consumir por dia? Geralmente, eliminamos de 2 a 3 litros de água por dia, o que pode ocorrer de diferentes formas, como pela urina, suor e fezes, por exemplo.

Com isso em mente, é fundamental repor essa quantidade perdida diariamente, o que daria cerca de 9 a 12 copos de água por dia. Mas é importante destacar que a quantidade de água que uma pessoa precisa tomar por dia varia de pessoa para pessoa, e se você pratica atividade física diariamente, é recomendável consumir mais do que essa quantidade. 

Essas foram algumas informações sobre o cardápio para reeducação alimentar. É importante destacar que montar e seguir esse cardápio é um passo vitorioso por parte de alguém que tem sobrepeso ou obesidade. Mas é fundamental conhecer outros fatores que também estão relacionados com a reeducação alimentar para emagrecer, tais como a ajuda médica e psicológica.

Quer ficar por dentro de mais novidades para manter a sua saúde? Siga a nossa página no Facebook, Instagram e Youtube.

Posts relacionados

Deixe um comentário