Confira os riscos de realizar dietas para emagrecer rápido

6 minutos para ler

Sabemos que perder os quilos extras pode ser uma missão difícil quando não se tem o tratamento adequado, acompanhado de profissionais responsáveis e competentes. Por isso, muitas pessoas acabam recorrendo às dietas para emagrecer rápido sem medir as consequências.

Um emagrecimento saudável e duradouro requer conhecimento e ajuda profissional. No entanto, se optamos pelas dietas da moda que as revistas e sites divulgam, o resultado em longo prazo não será o esperado. Quer entender os motivos pelos quais você não deve seguir por esse caminho? Então, continue a leitura, pois vamos contar tudo o que é preciso saber para não colocar sua saúde em risco. Vamos lá?

O que são as dietas para emagrecer rápido?

Dieta da lua, do abacaxi, do leite e tantas outras que prometem um emagrecimento super-rápido. Todas elas podem colocar sua saúde em risco e ter consequências para o resto da vida. Mas como identificar um cardápio de emagrecimento que pode prejudicar?

Primeiramente, esse plano alimentar foi feito por um nutricionista, ou você o encontrou em algum site da internet ou revista? Saiba que existem muitos menus soltos por aí que prometem um emagrecimento saudável, mas isso só é possível quando é feito de maneira personalizada por um profissional.

A dieta da amiga não serve para você, mesmo que a adepta tenha emagrecido muito com ela. Além disso, desconfie de cardápios muito restritivos ou que contemplam poucos alimentos, como comer apenas frutas ou somente ovos por determinado período.

Quais as consequências das dietas para emagrecer rápido?

Você é do time de pessoas que já apelou para as dietas de emagrecimento rápido? Saiba que não está sozinho. Muita gente recorre a esse plano na intenção de perder os quilos extras de forma quase mágica, pois é isso que esses cardápios prometem. No entanto, a magia acaba quando as consequências aparecem. A seguir, confira os riscos de aderir a ele.

Efeito sanfona

Que atire a primeira pedra quem nunca fez uma dieta, emagreceu bastante, mas não conseguiu continuar e engordou tudo de novo e mais! Pois é. Isso não é incomum de acontecer em quem opta pelos cardápios restritivos sem acompanhamento profissional.

Nosso corpo tem uma memória e faz de tudo para voltar ao maior peso que já teve. Isso é uma questão de sobrevivência, que herdamos dos antepassados que viviam nas cavernas. Então, ao privá-lo de comida e nutrientes, ele passa a ficar em alerta constante e pedir mais comida.

É aí que vêm os episódios de compulsão, o famoso “pé na jaca”. O problema é que esses momentos começam a ficar cada vez mais constantes até você abandonar a dieta de vez e engordar novamente. A verdade é que os menus com poucas opções são, praticamente, insustentáveis em longo prazo.

Deficiência de nutrientes

As dietas para emagrecer rápido nos fazem perder muito peso rapidamente porque são restritivas, ou seja, reduzem drasticamente a quantidade de alimentos e calorias. O problema é que, com isso, a ingestão de nutrientes também é muito comprometida.

Nosso organismo precisa de todos os grupos alimentares e nas quantidades adequadas para obter os nutrientes necessários para funcionar bem. Quando restringimos demais as calorias, consequentemente, diminuímos as vitaminas, minerais e fibras da alimentação. O resultado? Deficiência nutricional.

Já reparou que, ao fazer esse tipo de dieta, as unhas e os cabelos são os primeiros a sofrer? Os fios ficam fracos e sem vida, podendo até mesmo haver queda, enquanto as unhas se tornam quebradiças. Isso porque faltam as substâncias essenciais para que as estruturas estejam saudáveis.

Depois, é a vez de os órgãos também serem afetados; a anemia, que é a carência de ferro, causa cansaço, apatia, indisposição e prejudica a oxigenação de todos os tecidos do corpo. Esse foi apenas um exemplo, mas existem diversos outros problemas relacionados, como a queda na imunidade.

Má relação com a comida

Você já teve algum episódio de compulsão alimentar em que comeu uma grande quantidade de comida em pouco tempo e depois se sentiu culpado? É esse tipo de mau relacionamento com a comida que as dietas restritivas, sem acompanhamento profissional, causam.

A gente acaba não conseguindo manter o cardápio por muito tempo e quando vê, saiu da dieta e comeu demais. Esse tipo de problema pode resultar em outros ainda maiores, que são os distúrbios alimentares, como bulimia, em que a pessoa induz o vômito logo após comer.

A verdade é que a comida não deve ser vista como nossa inimiga, ela não engorda sozinha. Um plano alimentar eficiente, saudável e que contempla todos os nutrientes é capaz de fazer a pessoa ter um bom relacionamento com os alimentos, pois ele promove a mudança de hábitos.

Problemas gastrointestinais

As dietas restritivas e outras maneiras de emagrecer rápido podem prejudicar o sistema digestório, ou seja, estômago e intestino. A gastrite, por exemplo, é uma doença que pode ser agravada pelo jejum prolongado ou ingestão de alimentos muito ácidos, como na dieta do abacaxi.

Além do mais, a restrição de nutrientes pode fazer com que seu intestino diminua a capacidade de absorver os nutrientes. Isso significa que, além de não oferecer as vitaminas e minerais suficientes, seu corpo não consegue aproveitar o pouco que tem.

Como ter um emagrecimento saudável e duradouro?

Não adianta tentar mil e uma dietas sem o acompanhamento profissional especializado, de preferência uma equipe multidisciplinar. Assim, você é coberto por todos os cuidados necessários, como nutrição, psicologia, medicina e outras áreas da saúde.

Um emagrecimento saudável não prejudica nosso organismo, contempla todos os nutrientes e traz mais saúde, bem-estar e qualidade de vida. Além do mais, é sustentável e promove a mudança de hábitos para um estilo de vida mais saudável.

Como vimos ao longo deste post, nada disso é possível com dietas para emagrecer rápido. Esses cardápios visam apenas à perda de peso acentuada, mas não se importam em como o organismo e a mente podem ser prejudicados.

Quer saber quais são os métodos para atingir o emagrecimento saudável? Então, aproveite que está por aqui e leia nosso artigo que fala sobre os tratamentos da obesidade, principais procedimentos e indicações.

Posts relacionados

4 comentários em “  Confira os riscos de realizar dietas para emagrecer rápido

  1. Preciso urgente de emagrecer 96 quilos, mas em 2018 estava com 69, entrei em uma depressão e comecei engordar, muito remédio, enfim voltou tudo novamente, sou compulsiva por pão doces e faço sempre a dieta do leite, como disse perco rápido e volta rapido que me incomoda é a barriga, me ajudem

Deixe um comentário