A hipnose no tratamento da obesidade

6 minutos para ler

Poderosa ferramenta terapêutica, o uso da hipnose no tratamento da obesidade pode ser um recurso de vital importância. Facilitando o entendimento das causas da obesidade e a reprogramação da mente, a hipnose é um componente que agrega muito aos cuidados psicológicos dentro de um tratamento multidisciplinar.

A hipnose, quando aplicada por um profissional capacitado, ajuda o paciente a assumir o controle do seu tratamento. Ele não só passa a entender as causas do seu problema como também ajuda a si próprio a seguir corretamente o tratamento. É um processo que, segundo o psicólogo e hipnotista Jorge Cordeiro, leva o paciente a “se tornar terapeuta de si mesmo”.

No texto de hoje, vamos entender melhor o que é a hipnose e como ela pode ser uma importante aliada na luta pelo emagrecimento saudável!

O que é hipnose

A hipnose é um processo natural, induzido ou não, em que a mente entra num estado alterado de consciência. Esse estado consiste num maior acesso ao inconsciente, suscetibilidade a sugestões e abre inúmeras portas ao hipnotizado.

Do uso recreativo na chamada “hipnose de palco” até sugestões profundas em nível inconsciente que podem transformar vidas, muitas são as possibilidades oferecidas pela hipnose.

Embora seja encarada com receio por muitas pessoas, a hipnose é um estado que, mesmo sem saber, vivenciamos com frequência. Quando estamos tão concentrados em algo a ponto de não perceber os estímulos do ambiente, por exemplo, estamos num transe hipnótico. Trata-se de um estado perfeitamente natural.

Esse entendimento é cada vez mais comum entre as pessoas e vem popularizando a hipnose enquanto ferramenta de múltiplos usos. Percebida desde o Egito Antigo, a hipnose vem sendo estudada mais a fundo há alguns séculos e atualmente constitui uma possibilidade terapêutica1.

Essa possibilidade se aplica a inúmeras situações, do tratamento de vícios à ressignificação de traumas. É a chamada hipnoterapia. Vamos entender como!

Como utilizar a hipnose no tratamento da obesidade?

O tratamento da obesidade é complexo: demanda não só o entendimento das causas do problema, como também o comprometimento com uma série de medidas terapêuticas.

A hipnose pode atuar em ambas as frentes: num transe hipnótico – quando alguém se encontra hipnotizado – , o paciente consegue dialogar mais facilmente com o próprio inconsciente.

Esse advento permite acessar memórias e entender, mais de perto, cada passo do caminho que o levou até a obesidade, localizando situações que contribuíram para o seu problema, inclusive eventuais traumas associados.

Além disso, o acesso ao inconsciente deixa o paciente mais sugestionável, podendo ser estimulado a acreditar no tratamento e segui-lo com mais determinação, por exemplo. Diversas sugestões de foco, motivação e geração de crenças podem ser utilizadas de forma a potencializar o tratamento da obesidade.

A hipnose trabalha com a reprogramação mental, atingindo os registros que estão no inconsciente humano. É por isso que tem resultados tão significativos e duradouros. O hipnólogo é um guia que levará o paciente em um estado de receptividade, capaz de aplicar a técnica de maneira a causar mudanças profundas no comportamento das pessoas.

Reprogramando a mente

Durante uma sessão de hipnose, o hipnólogo leva o paciente a um estágio de relaxamento muito profundo. Nesse estado, ele fica com a mente muito pura, aceitando com facilidade e sem pré-julgamentos os estímulos dados pelo profissional.

Nesse caso, os estímulos se referem a um novo estilo de vida, com a escolha de alimentos mais saudáveis, prática de atividade física, diminuição da ansiedade, melhora da autoestima etc. Quando sai da experiência hipnótica, o que acontece de forma natural, e sem qualquer tipo de perigo, o paciente já demonstra novos comportamentos, pois foi capaz de assimilar os estímulos recebidos.

A hipnose também trabalha a mente para que a memória registre melhores hábitos de alimentação. Também foca em ensinar disciplinas nos horários e melhores escolhas de alimentos. 

Os resultados são promissores, mas dependem muito da disponibilidade do paciente em aceitar o tratamento e colaborar com o hipnólogo na busca por essas mudanças profundas. Por não ter qualquer tipo de contraindicação, a hipnose pode ser realizada em pessoas de todas as idades, mas, para isso, precisa ser realizada por um profissional capacitado.

Assim, o paciente pode reprogramar a sua mente, ajudando a si próprio, de dentro para fora, a abraçar o tratamento com mais determinação, otimismo e fidelidade, o que tornará muito mais fácil chegar ao objetivo do emagrecimento saudável.

Hipnose no tratamento de questões associadas

A obesidade costuma implicar muitos problemas associados: ansiedade, depressão, compulsões, fobias… Muitas são as questões que, sejam como causas ou como consequências, estão associadas ao quadro de obesidade.

A hipnose pode ser uma importante aliada no auxílio para tratamento desses transtornos. Através da hipnoterapia, é possível ressignificar traumas, o que pode ajudar na cura de fobias, controlar a compulsão alimentar, ansiedade e melhorar quadros depressivos.

Hipnose na Clínica da Obesidade

O entendimento global da situação de cada paciente por um profissional capacitado é vital para conduzir a hipnoterapia e alcançar os resultados desejados.

Por isso, na Clínica da Obesidade, maior clínica de emagrecimento em Salvador e região, contamos com o psicólogo e hipnotista Jorge Cordeiro. Com mais de 20 anos de experiência terapêutica em sua área de atuação, esse experiente profissional ajuda nossos pacientes a alcançarem seus objetivos de emagrecimento saudável.

Jorge é parte de uma equipe multidisciplinar que, há mais de dez anos, faz da Clínica da Obesidade uma referência nacional no tratamento da obesidade sem cirurgia bariátrica.

Se você possui obesidade mórbida e precisa perder mais de 30 quilos de maneira saudável e sem cirurgia, fale com um de nossos especialistas para agendar uma avaliação. Não deixe de cuidar da saúde!

Referência 1: http://site.cfp.org.br/resolucoes/resolucao-n-13-2000/

Posts relacionados

Deixe um comentário