Obesidade e Covid-19: o que você precisa saber

4 minutos para ler

Obesidade e Covid-19 são uma combinação perigosa. Não à toa, você já deve ter ouvido que a obesidade é uma doença, ou que constitui fator de risco para a Covid-19. Mas, afinal, por que isso acontece?

Entender os riscos da obesidade, principalmente em relação à Covid-19, é fundamental para que pessoas obesas possam redobrar os cuidados com a sua saúde. A prevenção é a melhor maneira de evitar as complicações provocadas pelo novo Coronavírus, ainda mais em pacientes obesos!

Por isso, no texto de hoje, o nosso foco é mostrar as diversas maneiras pelas quais a obesidade se torna um grave problema quando associada à Covid-19. Da facilidade de contágio ao maior índice de mortalidade, os riscos são graves e numerosos. Por isso, leia, informe-se, e, sobretudo, cuide-se!

O aparecimento da Covid-19 em obesos

O primeiro problema é justamente a maior facilidade de pessoas obesas desenvolverem a Covid-19. Isso ocorre porque a obesidade causa uma inflamação crônica no corpo, provocando, assim, uma sobrecarga no organismo.

Essa inflamação piora a resposta imunológica do organismo da pessoa obesa, aumentando chances de contrair a Covid-19 em caso de contato com o vírus. A baixa resposta imunológica também facilita a manifestação da doença.

Obesidade e problemas respiratórios

A obesidade comumente provoca a chamada apneia do sono, que é o bloqueio das vias aéreas enquanto se dorme. A respiração é interrompida e a pessoa tem um despertar repentino que normaliza a respiração, dormindo logo em seguida.

A apneia do sono pode ocasionar até centenas de pausas respiratórias numa mesma noite. Provoca uma piora significativa da qualidade do sono, tende a aumentar a pressão arterial e fragilizar o sistema cardiovascular e respiratório.

Todas essas consequências tendem a dificultar a luta do paciente contra o coronavírus em caso de Covid-19, visto que o sistema respiratório é justamente o mais afetado pela doença. A obesidade em si já provoca uma piora na capacidade respiratória, o que é um sinal de alerta para o paciente obeso.

Obesidade, internamento e mortalidade por Covid-19

A obesidade costuma ser causa de uma série de outros problemas de saúde, como hipertensão, diabetes, aumento de colesterol e gordura no fígado. Todas essas comorbidades, muito comuns em pacientes obesos, são complicadores em caso de infecção pelo Coronavírus.

Essa enorme quantidade de fatores de risco associados eleva muito as chances de evolução da Covid-19 para casos graves em pacientes obesos, o que transforma a obesidade em um dos mais importantes fatores de agravamento da doença.

O resultado se mostra numa alarmante estatística: segundo estudo da Kaiser Permanente, o risco de morte por Covid-19 em pacientes obesos pode ser quatro vezes maior em casos de obesidade severa!

Dificuldades no tratamento da Covid-19

Além do aumento da facilidade de contágio e maiores chances de agravamento da Covid-19, os pacientes obesos ainda sofrem com dificuldades nos procedimentos de tratamento da doença.

Pacientes com obesidade são mais difíceis de manusear. Além disso, é comum que faltem equipamentos adequados para seu peso e medidas, o que pode dificultar ou até mesmo inviabilizar exames, por exemplo.

Por fim, se o agravamento da Covid-19 tornar necessária a entubação do paciente, em caso de obesidade esse procedimento se torna mais difícil devido à tendência de obstrução das vias aéreas que obesos possuem, o que também pode ser um complicador no tratamento.

Prevenção é o melhor remédio para a Covid-19

Como se vê, a obesidade é um gravíssimo complicador em meio à pandemia de Covid-19: facilita contrair o vírus, manifestar e agravar a doença, bem como aumenta as chances de mortalidade e dificulta o tratamento.

Assim, o melhor remédio mesmo é a prevenção. Pessoas obesas devem ter cuidado dobrado em relação às demais, prezando pela higienização de mãos, objetos e superfícies, usando máscara, e, sobretudo, evitando ao máximo o contato presencial com outras pessoas.

A fim de reduzir os riscos da obesidade, tratá-la também é um caminho importante. Na Clínica da Obesidade, temos mais de dez anos de experiência em tratamento da obesidade mórbida sem cirurgia. Conte conosco para priorizar a sua saúde!

Preocupados em minimizar os riscos da Covid-19 para obesos, possuímos ainda um programa de responsabilidade social que oferece, gratuitamente, avaliação médica, psicológica e a realização de teste rápido de Covid-19. Clique no banner abaixo, confira as regras e inscreva-se!

Posts relacionados

Deixe um comentário