Conheça os probióticos e prebióticos: a saúde do intestino agradece

7 minutos para ler

Você sabia que nosso intestino precisa das bactérias para funcionar bem? Conheça os probióticos e prebióticos!

Uma pessoa saudável tem um equilíbrio geral de bactérias boas e más em seu intestino. Mas esse equilíbrio é prejudicado quando essa pessoa tem doenças crônicas, como obesidade, problemas gastrointestinais, alergias e doenças autoimunes. O que fazer?

Para cultivar uma boa flora intestinal, precisamos alimentá-la de forma adequada. Isso porque as bactérias que vivem no aparelho digestivo têm papel importante no funcionamento do intestino, no equilíbrio da imunidade e na prevenção de problemas cardiovasculares, na osteoporose e no câncer.

É aí que entram os prebióticos, substâncias que servem como alimento para os microorganismos do bem que habitam o intestino, os probióticos. Apesar de pouco faladas, as funções positivas dessa “colônia de bactérias” são constantemente analisadas pelos cientistas.

Você já deve ter ouvido esses nomes, mas sabe o que cada um significa? 

Conheça as bactérias que podem estar presentes no intestino, na pele e mucosas – os alimentos funcionais, que oferecem nutrição e trazem benefícios para a saúde

Conheça os probióticos e prebióticos

Quando falamos em bactérias, é muito comum o primeiro pensamento ser algo negativo. No entanto, as bactérias são seres que convivem em nosso organismo, e podem ser benéficas.

Os probióticos, que são microrganismos vivos do bem, oferecem benefícios à saúde quando consumidos corretamente. Os bichinhos favorecem o trânsito intestinal, cooperam para o aproveitamento de vitaminas e defendem a região de intrusos. Alguns iogurtes, queijos e o leite fermentado fazem parte da classe – também é possível encontrar probióticos em sachês e cápsulas.  

Já os prebióticos são carboidratos que não podem ser digeridos, servindo como alimento para as bactérias. O sistema digestivo não consegue quebrar as fibras das comidas de origem vegetal (cebola, alho e aveia, por exemplo), logo esses microorganismos devoram esses compostos e, a partir deles, produzem substâncias benéficas à nossa saúde. 

Estudos mostram que o consumo regular de prebióticos pode assegurar o equilíbrio de microrganismos que habita o intestino humano e até mesmo reduzir os riscos de doenças cardiovasculares, osteoporose e câncer, entre outras enfermidades.

Além disso, as bactérias boas que habitam o nosso intestino são capazes de proporcionar diferentes benefícios para a saúde, como:

  • Melhoria da imunidade, devido à produção de anticorpos;
  • Melhoria do trânsito intestinal;
  • Ajudar no processo digestivo;
  • Ajudar na perda de peso;
  • Melhoria do humor;
  • Melhoria das infecções do trato urinário;
  • Auxiliar no tratamento da inflamação crônica;
  • Reduzir a pressão arterial;
  • Ajudar no controle do colesterol;
  • Melhoria da aprendizagem e memória;
  • Equilíbrio da flora intestinal;
  • Produção de ácidos graxos de cadeia curta;
  • Proteção contra bactérias patogênicas;
  • Produção de vitaminas e minerais, como B12, K, tiamina e riboflavina;
  • Prevenção de doenças autoimunes.

Probióticos para incluir na dieta

Para ajudar a aumentar os níveis de bactérias boas, muitas pessoas tomam as bactérias benéficas vivas. E para tal, existem vários suplementos probióticos disponíveis para o consumidor:

1 – Iogurte natural
Principal e mais fácil fonte de probióticos no mercado. Feito a partir do leite fermentado, pode também ter frutas ou outros ingredientes adicionados;

2 – Kefir
Produto fermentado com levedura e bactérias semelhantes ao iogurte, com um alto teor de probióticos;

3 – Kombucha
Bebida preparada com a fermentação do chá verde, ou do chá preto, e o açúcar, tendo um sabor doce e refrescante que lembra uma cidra;

4 – Chucrute
Alimento probiótico produzido pela fermentação do repolho com um pouco de sal;

5 – Picles
São vegetais colocados em água e sal, deixando fermentar por um tempo. Vale usar pepino, cenoura, abobrinha, cebola, entre outros;

Ao escolher um desses suplementos, porém, é preciso cuidado, pois nem todos os probióticos têm a mesma indicação e benefício.

Probióticos caseiros: aprenda receitas simples

Estar com a saúde em dia é essencial para uma vida de qualidade, e ao cuidar do seu intestino você já está ajudando nesse processo. A chave para fortalecer seu sistema imunológico está na alimentação saudável.

Para isso, precisamos investir em uma dieta rica em probióticos. Então, mãos à obra! 

Anota aí! Faça probióticos caseiros

Iogurte desnatado caseiro

Ingredientes:
1 litro de leite desnatado;
1 copo de iogurte desnatado natural.
Modo de preparo:
Ferva o leite em um caneco;
Depois de alguns segundos, quando ele já não estiver mais tão quente, despeje o iogurte no caneco e misture bastante;
Adicione a mistura em uma panela e tampe bem. Para deixar bem fechado, você pode colocar um pano de prato bem higienizado entre a panela e a tampa;
Separe a mistura em um canto e deixe descansar por 24 horas;
Após isso, coloque na geladeira;
Depois que gelar, basta servir.

Limonada probiótica

Ingredientes:

1 copo de açúcar (não refinado);
Iogurte natural fresco;
10 limões;
Água fria.
Modo de preparo:
Obtenha o soro do leite colocando o iogurte em uma gaze. Coe o iogurte em temperatura ambiente para extrair o soro;
Esprema os limões, mantenha na jarra;
Junte o açúcar, o soro, a água e misture;
A mistura deve permanecer em temperatura ambiente por 3 dias (fermentação);
Após isso, manter a jarra na geladeira e consumir.

Margarina Probiótica de Kefir

Ingredientes:
500 ml de creme de leite fresco ou nata
5 colheres (sopa) de kefir (já coado)
Sal a gosto

Modo de Preparo:
Coloque o kefir já coado dentro de um pote de vidro e adicione o creme de leite, tampe com um pano e deixe fermentar por 24 horas em um lugar escuro, não muito frio e nem muito quente;
Depois despeje dentro de uma batedeira e bata até que comece a virar um creme grosso e úmido, salpique sal a gosto;
Conforme você for batendo, vai começar a separar um soro, tipo um líquido. Continue batendo até formar uma massa bem densa;
Separe o soro do creme passando por uma peneira, aperte para sair tudo;
Coloque água gelada dentro de uma vasilha grande, coloque a manteiga e lave (é só colocar dentro da vasilha com água e ir mexendo de um lado para o outro com uma colher de plástico). Retire e faça isso com água sempre limpa até que a água fique cristalina (e deixe de ficar esbranquiçada);
Após isso, coloque sua manteiga sobre um papel toalha e seque suavemente;
Coloque a manteiga de kefir dentro de um recipiente de vidro, tempere se preferir. Tampe, leve à geladeira. Está pronta para consumir! OBS: dura 4 semanas na geladeira.

Agora que você conhece os diversos benefícios de ingerir probióticos, comece a utilizá-los e a cuidar da sua flora intestinal! Mas, para um resultado personalizado é importante buscar  acompanhamento profissional.

Se você sofre com obesidade e quer tratá-la através da melhoria da saúde de seu intestino, conheça a Clínica da Obesidade — um tratamento multidisciplinar, que combina atividades físicas direcionadas, alimentação balanceada e acompanhamento médico e psicológico, a fim de te ajudar a emagrecer com qualidade de vida!  

Posts relacionados

Deixe um comentário